L-PRF

De implantodontia.blog.br

Concentrados de plaquetas para utilização cirúrgica

Fibrina Rica em Plaquetas e Leucócitos

Pode ser considerado como um biomaterial autólogo para cicatrização, incorporando em uma matriz de fibrina autóloga mais leucócitos, plaquetas e fatores de crescimento, colhidas a partir de um de uma simples amostra de sangue.

Foi desenvolvido na França por Choukroun. Pode ser considerado como um concentrado de plaquetas de segunda geração, porque é produzido sem qualquer anticoagulante ou agentes gelificantes. O sangue venoso é recolhido em tubos de vidro secos (sem anticoagulantes) e centrifugado a 3000 rpm a baixa velocidade a cerca de 400g por 12min (Protocolo Process, Nice, França)

Aplicações clínicas do L-PRF em Odontologia


Simonpieri et al. 2011 apresentaram uma sequência de casos com objetivo de avaliar a relevância da elevação e implantação simultâneas da cavidade com L-PRF (Fibrina Rica em Plaquetas e Leucócitos, técnica de Choukroun) como único material de enchimento da subcavidade. 23 elevações da cavidade lateral (cavidade SA4) foram realizadas em 20 pacientes com colocação simultânea de implante. Sete pacientes foram tratados com 19 implantes Astra (AstraTech, Mölndal, Suécia) e 13 pacientes com 33 implantes Intra-Lock (Intra-Lock Ossean, Boca Raton, FL). Membranas L-PRF foram usadas para cobrir a membrana Schneideriana, as pontas dos implantes serviram como "paus de barraca" para as membranas da cavidade remendadas com L-PRF, e a subcavidade foi finalmente preenchida com coágulos de L-PRF. O acompanhamento clínico e radiográfico foi realizado logo após a colocação do implante, após 6 meses, 1 ano e cada ano seguinte. Resultados: Seis meses após a cirurgia, todos os implantes estavam clinicamente estáveis durante o aperto do suporte. O acompanhamento máximo foi de 6 anos e todos os pacientes foram acompanhados durante o mínimo de 2 anos. Nenhum implante foi perdido durante esta experiência de 6 anos e o ganho de osso vertical foi sempre substancial, entre 8.5 e 12 mm de ganho de osso (10.4 ± 1.2). 0 nível final da nova superfície da cavidade esteve sempre em continuação com a ponta apical do implante e a altura da crista óssea do peri-implante ficou estável. Portanto o uso de L-PRF como único material de preenchimento durante a elevação e implantação simultâneas da cavidade parece ser uma opção cirúrgica confiável, promovendo a regeneração natural do osso.




Ferramentas pessoais