Geistlich e a Reconstrução tecidual estética na Implantodontia

Curso “Reconstrução Tecidual Estética” ministrado pelo Prof. Dr. Julio Cesar Joly promovido pela Geistlich Pharma Biomateriais na Associação Cultura Inglesa de São Paulo

Joly JC– Mestre e Doutor em Clínica Odontológica na Área de Periodontia FOP/Unicamp – Piracicaba
– Coordenador do Curso Avançado de Reconstrução
Tecidual em Áreas Estéticas – CETAO – S.P.
– Coordenador científico do ImplantePerio – S.P.
– Autor do livro Reconstrução Tecidual Estética

O Professor Joly demonstrou a necessidade de se assumir um protocolo terapêutico único e respeitá-lo sempre, a não ser quando por força de necessidades individuais se exijam exceções. Assim o planejamento protético cirúrgico e devidas decisões clínicas devem ser regidas tendo-se em mente os possíveis benefícios Operacionais, Biológicos e Estéticos.

A terapia com implantes deve ser guiada por considerações protéticas e não pela crista óssea disponível. Desta forma o posicionamento tridimensional é inegociável.

A terapia com implantes deve ser guiada por considerações protéticas e não pela crista óssea disponível. Desta forma o posicionamento tridimensional é inegociável.

Para que seja possível usar o protocolo único, divide sua casuística de reposições dentárias e reabilitações com implantes em 3 possíveis categorias de intervenções:

 1) Preservação Alveolar:

Minimizar a reabsorção óssea iminente do processo alveolar, principalmente da tábua vestibular.

  • REGRA INTERESSANTE: Defeitos verticalmente maiores que 5mm, que ultrapassem 1/3 do volume mesio distal ou atinjam a parede palatina contra-indicam o implante imediato.
  • Lembrar dos benefícios da exodontia minimamente traumática e sem retalho
  • Conhecer diferentes protocolos reconstrutivos
  • O uso do Bio-Oss, por apresentar lenta reabsorção, retarda a reparação alveolar, e é por isso mesmo que pode preservar o volume ósseo, permitindo sua estabilidade de contorno e a previsibilidade estética do caso. 

2) Implantes Imediatos:

  • São técnicas bastante sensíveis, de difícil execução. Quando mal indicadas ou executadas podem gerar problemas estéticos e funcionais.
  • Quando bem conduzida, a técnica de temporização imediata de implantes em alvéolos dentários pode ajudar a preservar o osso alveolar.    
  • Após o implante imediato, independentemente do tamanho do gap entre o implante e o osso alveolar(diástase) é indicado o preenchimento com matriz inorgânica óssea bovina para realizar uma “blindagem”.

3) Rebordo Cicatrizado com Limitado Volume Tecidual

  • Abordagem reconstrutiva prévia
  • Abordagem reconstrutiva simultânea: Osso autógeno para ficar em contato com o implante é dispensável, o biomaterial não já que deve cumprir sua função de blingadem do volume e contorno
  • Abordagens na reabertura ou tardia são mais limitadas

Todo o curso foi permeado de lindas imagens, presentes em seu livro, que agora está sendo traduzido para várias línguas. Apresentou casos ilustrativos de cada um dos tipos de abordagens e diferentes técnicas envolvendo planejamento multidisciplinar, técnicas de enxertos moles e duros, exodontias minimamente traumáticas, exodontia ortodôntica, carga imediata ou não dentre outras.

Foi sem dúvida uma grande oportunidade de expandir nossos horizontes na busca incessante pelo refinamento técnico e compreensão científica não só do que é possível mas daquilo que é reprodutível. Recomendo a todos.

Para saber mais sobre o grupo ImplantePerio http://www.implanteperio.com.br/ e sobre os biomateriais da Geistlich: www.geistlich.com.br

Uma ideia sobre “Geistlich e a Reconstrução tecidual estética na Implantodontia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *