Princípios das Próteses Cimentadas na Implantodontia

PELOSINI, MFSH*;  Moscatiello, RM**

*Aluna do Curso de Odontologia da Universidade Paulista – UNIP, campus Indianópolis – São Paulo, Estágio em Implantodontia  ** Professor do Curso de Especialização em Implantodontia da Universidade Paulista – UNIP, campus Indianópolis – São Paulo webmaster@implantodontia.blog.br

O critério de sucesso em Implantodontia para o posicionamento espacial correto da fixação depende de um planejamento adequado que leve em consideração vários fatores como por exemplo angulação mesio-distal, vestíbulo-lingual, perpendicularidade ao plano oclusal ou sua  angulação, profundidade do sulco, área de superfície do implante compatível com a carga recebida, qualidade, quantidade e contorno do tecido mole, materiais oclusais e harmonia estética. Em Implantodontia o planejamento protético cirúrgico de cada caso deve prever se a prótese sobre implante será aparafusada ou cimentada.

Quando as próteses parafusadas ficam frouxas ( o que não é raro) pode gerar uma sobrecarga para o pilar protético, causando perda óssea e/ou fratura do implante, mas é facilmente removida pelo C-D que pode reapertar o componente e aparafusar a prótese.  Quando a prótese cimentada se desprende do componente é facilmente recimentada, porém se o pilar protético ficar frouxo pode ser necessário destruir a prótese para o reaperto.

Planejamento em Implantodontia

Vantagens das próteses implanto-suportadas cimentadas:

  • Tem um modelo passivo
  • Carga axial reduzida
  • Estética e higiene facilitada
  • Reduz as fraturas do material oclusal
  • Melhor acesso principalmente para implantes de dentes posteriores
  • Menor fadiga por não ter partes diminutas
  • Carga progressiva facilitada
  • Melhor vedação dos microespaços do pilar
  • Custo e tempo reduzido

Vantagens das próteses retidas por parafusos:

  • Retenção mais discreta do pilar
  • Melhor momento de forças
  • Ausência de cimento no sulco que pode irritar tecidos circunjacentes

Para reduzir as complicações em Implantodontia se faz necessária uma reabilitação bucal completa; o pilar protético deve seguir as normas de conicidade, área de superfície, altura, aspereza da superfície, resistência; eixo de inserção ligeiramente angulado.

O preparo do pilar pode ser feito de forma direta pelo Implantodontista ou indireta pelo TPD. A vantagem de se fazer um abutment direto é que pode ser feita uma prótese fixa e iniciar o carregamento progressivo do osso na primeira consulta ou até a aplicação de carga imediata. As vantagens de se fazer um abutment indireto são as exigências da moldagem são menores porque bolhas ou lacunas pequenas não afetam a transferência, melhor acabamento, menor tempo de cadeira. Pode-se utilizar um kit de seleção protética para Implantodontia(ideal) ou até deixar que o laboratório escolha o componente certo para o pilar e pode-se confeccionar a prótese provisória sobre o modelo, uma estrutura pode ser confeccionada diretamente no abutment do implante, permitindo o ajuste mais preciso da margem e o tempo na cadeira é diminuído pois os preparos, o trabalho metálico e os provisórios são confeccionados pelo laboratório.

Misch CE 2006 Princípios das Próteses sobre Implantes Cimentadas. Implantes Dentários Contemporâneos 2ª Edição Ed. Santos São Paulo 549-74

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>